Editorial do nº 12 da Revista Global/Brasil

por Giuseppe Cocco   Vocês que vivem seguros em suas cálidas casas, vocês que, voltando à noite, encontram comida quente e rostos amigos, pensem bem se isto é um homem que trabalha no meio do barro, que não conhece paz, que luta por um pedaço de pão, que morre por um sim ou por um não (…) Pensem que isto aconteceu: e lhes mando essas palavras. Gravem-na em seus corações, estando em casa, andando na rua, ao deitar, ao levantar...

Read More

Carta Maior: A direita, enfim, achou o seu candidato

publicado no blog Vi o Mundo em 28/5/2010 Depois do Mercosul, o novo alvo de Serra é a Bolívia. Para azar do pré-candidato tucano e sorte do Brasil e do mundo, a era Bush chegou ao fim. Algum assessor com um mínimo de lucidez e informação bem que poderia avisá-lo das mudanças que estão em curso no mundo. Mas se o ex-governador de São Paulo decidiu abraçar por inteiro a agenda da direita no Brasil, na América Latina e nos Estados...

Read More

Alguma coisa está fora da ordem

por Alberto L. Kopittke[i] akopittke@yahoo.com / www.twitter.com/albertolk O acordo assinado pelo Presidente Lula com a Turquia e o Irã, na semana passada, tem relação com questões muito mais poderosas do que armas nucleares. O poder político institucional do mundo ainda tem hoje o mesmo desenho de sessenta anos atrás. No entanto, num mundo globalizado não há mais espaço para o “unilateralismo” entre as cinco nações com poder de veto...

Read More

Até o dia da eleição, vai chover canivete

por Marcelo Migliaccio, publicado em 17/5/2010 no blog Rio Acima “Tira a roupa do varal que vai cair temporal”, dizia o samba cantado pelo mestre Marçal. As pesquisas que já dão Dilma Rousseff na frente de José Serra devem servir de alerta nas trincheiras do governo. Vem chumbo grosso por aí. Os jornais e a TV que tem nome de biscoito, que sempre foram subservientes à ditadura militar, vão queimar todos os seus cartuchos...

Read More

Segurança Pública: a esperança que vem do Rio

por Tarso Genro e Vinícius Wu Um levantamento divulgado na última semana pelo ISP (Instituto de Segurança Pública) revelou que o Rio de Janeiro registrou, neste primeiro trimestre, a maior queda no índice de homicídios dolosos do período desde 1991. Houve uma redução de 16,6% no número de vítimas no estado; na capital a redução chega a 22,3%. Segundo diversos especialistas o resultado é conseqüência direta da implantação das UPP’s (as...

Read More